A cultura ágil já é bem difundida no dia a dia de empresas e equipes que acompanham as mudanças e melhores práticas da era digital, onde entregar projetos de maneira mais eficaz, interativa, colaborativa e funcional é a principal prioridade.

Os times de TI que adotam trabalhar com projetos ágeis percebem que essa metodologia funciona muito bem com as demandas da área e pode ajudar muito a organizar e gerir melhor todos os processos do setor. Veja alguns pontos essenciais da metodologia que auxiliam o TI:

  • Estratégia baseada em pequenas entregas
  • Melhoria da comunicação da equipe envolvida, o que a torna mais rápida e fácil
  • Objetivos mais claros e definidos, que geram maior motivação e engajamento da equipe
  • Entregas constantes e maior relacionamento com o usuário final, ou seja, feedback com maior satisfação do cliente interno ou externo.

Projetos ágeis e Home Office

Com a crise do COVID-19 muitas empresas se viram obrigadas a modificar as suas operações para o formato Home Office. Novos desafios surgiram a partir dessa nova condição de trabalho e todas as equipes de todos os setores aprenderam na prática a melhor maneira de entregar os resultados.

Gerenciar projetos nesse formato pode ser desafiador, mas com a utilização de técnicas e principalmente de softwares especializados as entregas dos resultados podem e devem ser simplificadas e as vezes, até melhores do que antes, principalmente quando falamos do monitoramento e atendimento relacionados com o serviço da área de TI.

Para que isso seja possível é essencial que os objetivos da área de TI sejam alinhados de forma estratégica juntamente com todos os objetivos da organização como um todo.
Escolhemos algumas as metodologias ágeis mais usadas no mercado, que podem ser adaptadas e utilizadas para garantir a melhor performance da área de TI para o seu negócio.

1) Lean Startup

O conceito Lean é bem difundido no mercado, afinal ele foi criado em 1950 nas fábricas japonesas. Porém ele foi adaptado para diversos tipos de entrega e assim surgiu o Lean Startup que consiste em colocar o projeto para funcionar e aprimorá-lo durante o processo e assim, mensurando seus resultados e aprimorando duas funções.

Lean Startup tem como foco evitar desperdícios de custos, recursos e tempo. Isso é visto quando a proposta do modelo é de testar o modelo de negócio/produto antes de lançá-lo no mercado.

O pilar da metodologia do Lean Startup é lançar o produto mínimo viável ou MVP(Minimum Viable Product), ou seja, lançar o produto no mercado sem estar 100% completado e com o tempo ir aprimorando o produto.

Essa metodologia é útil para negócios que procuram adquirir investidores e para adquirir públicos interessados por meio de protótipos lançados e assim obter avaliações dos usuários e conhecer os desejos de seus investidores.

A metodologia em questão pode ser aplicada de diversas formas como testes A/B, Protótipos ou pesquisa de interesses a partir de um público.

2) ITIL 4

O ITIL 4 também é framework que vale a pena estudar e colocar em prática. Totalmente reformulado, suas novas funcionalidades agregam muito mais agilidade nos processos de TI e conta com 7 princípios básicos:

  • Concentrar-se no valor
  • Começar por onde você está
  • Avançar interativamente com feedback
  • Colaborar e promover a visibilidade
  • Pensar e trabalhar de forma holística
  • Manter o simples e prático
  • Otimizar e automatizar processos operacionais

A grande estratégia do ITIL está no sistema de valor de serviço (SVS) que é um componente chave da metodologia. Com ele todas os componentes e atividades da organização trabalham juntos para criação de valor do serviço da organização. Fazendo assim um grande ecossistema entre os setores da empresa

3) Scrum

A metodologia Scrum é bastante utilizada em planejamento de projetos de softwares. O Scrum foi criado por Jeff Sutherland depois que estudou a agilidade das fábricas japonesas nos anos 70 e 80. Com o intuito de melhorar o tempo de construção e orçamento de um projeto Sutherland então começou a utilizar sua própria metodologia que logo fez muito sucesso.

 A metodologia consiste em um Dono de Produto que é a pessoa responsável pelo produto final, ele é encarregado em fazer o Backlog, que é uma lista de demandas que precisam ser atendidas para alcança o produto final. Após estabelecer as tarefas e suas prioridades a equipe se reúne para realizar o Sprint que é o período determinado para realizar as tarefas estabelecidas no Backlog.

4) KANBAN

O Kanban é uma metodologia muito utilizada no mundo, ela é conhecida por seu fluxo de produção, cartões coloridos e sua grande gestão visual que é bem melhor para organização para algumas pessoas.

A metodologia é baseada em um sistema que tem como objetivo aumentar a eficiência e fluxo de produção nas empresas. Ela é feita com base em uma planilha, cada coluna é uma etapa do processo de produção e cada tarefa ou demanda seria um cartão ou post-it que tem uma pessoa como responsável. Após concluir a tarefa o responsável então muda o cartão de posição para outra etapa do processo ou então sinalizando para outro funcionário que agora é tarefa dele finalizar determinada tarefa.

5) Canvas

O Business Model Generation ou então como conhecido Canvas, é uma metodologia visual que consiste em criar modelos de negócios analisando 9 princípios que toda empresa possui, que são:

  • Proposta de valor
  • Parcerias chaves
  • Atividades Chaves
  • Recursos Chaves
  • Relacionamento com os Clientes
  • Segmento de Clientes
  • Canais de distribuição
  • Estrutura de custos
  • Fluxos de receitas

Caso queira se aprofundar ainda mais na metodologia do Canvas nós já criamos um Canva específico para a área de TI, que irá auxiliar a planejar seu TI estratégico e alinhar a área com os objetivos da empresa. Baixe o Canva abaixo.

6) BSC – Balanced Scorecard

O Balanced Scorecard surgiu na década de 90 e teve como objetivo guiar as empresas não só por indicadores financeiros, mas também para avaliar e analisar 4 principais perspectivas dos negócios. Estas perspectivas são:

  • Perspectiva Financeira
  • Perspectiva de Clientes
  • Perspectiva de Processos Internos
  • Perspectiva de Aprendizado e Crescimento
Um Framework chamado IT model Canvas.

Todas essas verdades levam a uma mais global: de forma objetiva, é que para o Service Desk 5.0 ser implementado na sua empresa, é fundamental posicioná-lo como pilar estratégico.

Pensando em ajudar as empresas que buscam esse novo olhar para o seu Sevice Desk a Sensr.IT desenvolveu o IT Model Canvas para conectar todas essas pontas e tornar o planejamento do TI muito mais alinhado com essa nova realidade.

IT Model CANVAS

Acesse o IT Model Canvas e tenha acesso ao IT Model Canvas e um breve tutorial para melhor aproveitamento da ferramenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área do Cliente