Creative business web telecommunication, internet technology connection, cloud computing and networking connectivity concept: terminal monitor in server room with server racks in datacenter. 3D render

A Infraestrutura da nova TI

Creative business web telecommunication, internet technology connection, cloud computing and networking connectivity concept: terminal monitor in server room with server racks in datacenter. 3D render

O Brasil evoluiu muito nos últimos anos quando falamos sobre infraestrutura de TI. Até para os mais resistentes, ficou inegável a necessidade de atualizar sistemas e operações para a era digital.  
 
Mesmo com a evolução, ainda estamos atrás de outros países que investem muito para ter a disposição a melhor infraestrutura disponível. Separamos algumas dicas para você criar e garantir que tudo esteja funcionando bem em relação a sua disponibilidade de TI.  
 
O que é Infraestrutura de TI?  
 
Infraestrutura de TI é o conjunto de todos os itens e aparatos que criam o sistema tecnológico da empresa. Além disso, as redes, softwares, instalações e sistemas também fazem parte da infraestrutura e são fundamentais para o funcionamento da organização como um todo.  

Investir nessa área é fundamental para o crescimento e bom funcionamento de todas as áreas da empresa. Algumas tem necessidades específicas e tudo isso deve ser mapeado e monitorando por um TI estratégico e atuante.  

Separamos algumas dicas para você conferir se a sua infraestrutura de TI está organizada e funcional:  
 
1) Tenha um inventário atualizado 
 
Para iniciar esse processo, é necessário criar um inventário de toda sua estrutura interna. Mapear todos os recursos ativos da tecnologia é o primeiro passo. Após que isso for feito, mantenha esse documento atualizado com informações sobre atualizações, trocas e cancelamentos.  
 
2) Faça backup de tudo que envolve os processos tecnológicos 
 
Essa dica é importantíssima. É imprescindível ter backups de todas as informações da empresa. Atente-se onde manterá esses backups e tenha sempre uma versão fora do espaço físico da empresa em caso de panes ou erros humanos. Ele deve ser feito no servidor interno e replicado em algum datacenter externo que possa garantir a segurança das informações caso algo aconteça no espaço físico da organização.  

3) Atenção ao e-mail empresarial  

O e-mail é a principal forma de comunicação das empresas. Criar um e-mail híbrido que armazene as informações na nuvem é a solução para a grande quantidade de mensagens e arquivos trocados e também uma maneira de garantir que nada seja perdido por falha no sistema ou erros humanos. Manter os mais recentes em um cache local também é uma boa estratégia para garantir velocidade na busca.  
 
4) Virtualização de servidores 

Centralizar as informações em servidores é uma tendência que não pode ser ignorada. O ambiente é mais seguro do que os desktops dos colaboradores.  
A principal vantagem é caso ocorra qualquer falha, os arquivos podem ser replicados e restabelecidos em outros locais sem mudanças drásticas, o que diminui o impacto na operação.  

5) Redundância e compatibilidade nos equipamentos da empresa 

É de suma importância que os equipamentos utilizados pelos colaboradores sejam compatíveis e tenham as mesmas configurações. Assim, diminuem as chances de falhas ao serem colocados juntos para funcionar.  
 

Claro que existem muitos aspectos para serem estudados e discutidos quando falamos em infraestrutura de TI. É importante ressaltar que é essencial atenção a essa área que pode causar grandes impactos caso tenha falhas.  

O assunto é complexo e deve ser discutido sempre a nível gerencial com profissionais e softwares especializados e adequados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área do Cliente